CASO NÃO SE INTERESSE COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Nova fábrica contrata funcionários e começa a operar em Manaus a partir de abril

A Termomecanica, líder no setor de transformação de metais, investiu R$ 8 milhões para viabilizar nova unidade no Polo Industrial de Manaus


Uma nova fábrica que deve começar a operar a partir de abril no Polo Industrial de Manaus (PIM) abriu prazo para contratação de funcionários. É a Termomecanica, líder no setor de transformação de metais não ferrosos, cobre e ligas. Para implantar a nova unidade produtora, com infraestrutura e equipamentos, o grupo investiu recursos da ordem de R$ 8 milhões.

“Já houve contratações de seis funcionários mais o staff da Termomecanica de São Paulo prestando serviços para as respectivas áreas, de estrutura matricial”, informou a empresa, por meio de nota. “Mas serão abertas (em Manaus) vagas para as áreas de Produção, Qualidade, Laboratório, Logística e Manutenção. O número de funcionários planejado é de 22 alocados em Manaus”, divulgou o grupo.


Para se candidatar a uma das vagas e participar do processo de seleção, é necessário cadastrar informações pessoais e currículo profissional no site da Termomecanica, através do link: https://bancotalentos.termomecanica.com.br/.

“A nossa nova unidade cria condições para que a empresa passe a atender com mais agilidade e preços competitivos principalmente os fabricantes do setor de refrigeração, que em grande parte se concentram na região”, divulgou a Termomecanica. A expectativa do grupo é que a partir de 2018 esteja usando 100% da capacidade instalada, atingindo a produção de 150 toneladas mensais de insumo para atender a indústria de refrigeração.

De acordo com o diretor industrial da Termomecanica, Carlos Alberto Legori, embora a empresa já tenha um market share significativo no segmento, a nova unidade produtiva aproxima a companhia da meta de abastecer 100% do mercado nacional, que hoje ainda importa parte desses insumos.

“A Termomecanica da Amazônia facilita muito a logística de entrega de produtos, reduz custos e nos deixa muito mais competitivos para a entrega de produtos com a mesma qualidade que os fabricados em nossas plantas em São Bernardo. Os clientes ainda têm o benefício de não precisar manter grandes estoques para atender às suas necessidades. A reserva poderá ficar armazenada em nossa própria planta”, explica.

Quinta fábrica

O carro-chefe da linha de produção da Termomecanica Amazônia será o tubo de cobre ranhurado, que possui aplicação na fabricação e instalação de sistemas de refrigeração e ar-condicionado, assim como de compressores, linha branca, refrigeradores comerciais, evaporadores, trocadores de calor, conexões, purificadores de água, entre outros.


Esta é a quinta fábrica da Termomecanica, que conta ainda conta com duas unidades em São Bernardo do Campo (SP), uma no Chile e uma na Argentina, além de um Centro de Distribuição em São Bernardo do Campo (SP) e outro em Joinville (SC). Ao todo são dois mil empregados trabalhando para o grupo.

“Nesses últimos anos, mesmo com as incertezas políticas e econômicas, fizemos questão de investir em tecnologia, novos processos e treinamentos dos funcionários para aprimorar ainda mais a qualidade dos produtos e do atendimento prestado ao cliente. Em 2016, apostamos inclusive em uma nova linha de Alumínio, que por conta da versatilidade e variedade de aplicações que comporta é uma excelente alternativa ao cobre. Tudo isso nos preparara para a desejável retomada da economia”, disse Pedro Torina, também diretor da empresa.

Termomecanica

A Termomecanica, uma das maiores indústrias privadas brasileiras, é líder no setor de transformação de metais não ferrosos, cobre e ligas em produtos semielaborados e produtos acabados. Fundada em 1942, com um capital de 200 dólares, pelo engenheiro Salvador Arena, é altamente capitalizada, com um patrimônio líquido avaliado em mais de 800 milhões de dólares.

Fonte: http://www.acritica.com/channels/manaus/news/nova-fabrica-contrata-funcionarios-e-comeca-a-operar-em-manaus-a-partir-de-abril